Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.unifal-mg.edu.br:8443/handle/tede/2024
Tipo do documento: Dissertação
Título: Ivermectin-induced bacterial gut dysbiosis does not increase susceptibility to Pseudomonas aeruginosa lung infection.
Autor: BELO, Thiago Caetano Andrade 
Primeiro orientador: ALMEIDA, Leonardo Augusto de
Primeiro membro da banca: SANTIAGO, Andrezza Fernanda
Segundo membro da banca: REIS, Bruno Luiz Fonseca Schamber
Resumo: A manutenção da microbiota intestinal é essencial para o equilíbrio fisiológico, metabólico e imunitário, além de influenciar no estado saúde-doença. Alguns estudos sugeriram a utilização da ivermectina para o tratamento da Covid-19 e mesmo sendo posteriormente refutada por estudos e rejeitado por agências de controle de medicamentos em todo o mundo, o seu uso permaneceu e foi incentivado por diversos segmentos do governo e saúde. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência do uso oral de ivermectina sobre a microbiota bacteriana intestinal e quais são os efeitos desta disbiose frente a pneumonia oportunista causada por Pseudomonas aeruginosa em modelo murino. Para isso, camundongos C57BL/6 foram submetidos ao tratamento consecutivo com PBS ou ivermectina por gavagem. Não houveram diferenças significativas no peso dos animais e da ração consumida durante o período experimental. Porém, observou-se o aumento da umidade e consistência disforme das fezes do grupo tratado com ivermectina. Através de análise metagenômica do DNA total das fezes, foi observada a diminuição dos filos Bacteroidetes, Firmicutes, Proteobacteria e Tenericutes e o aumento do filo Verrucomicrobia nos animais tratados com ivermectina, em comparação ao grupo PBS. Ademais, o conteúdo cecal dos animais tratados com ivermectina apresentou ser mais imunoestimulatório em macrófagos derivados da medula óssea murina pelo aumento de marcação da molécula CD86 na membrana dessas células quando analisados por imunofluorescência, além do aumento na secreção de IL-6 e diminuição de IL-10, quantificado por ELISA. A organização histopatológica cecal dos animais tratados com ivermectina apresentou-se alterado, além do tratamento com ivermectina induzir danos no tecido hepático e aumentar a expressão de citocinas pró e anti-inflamatórias no fígado. Ao serem desafiados com P. aeruginosa, não houve susceptibilidade aumentada à infecção nos animais disbióticos, apresentando semelhança entre os grupos tratados com PBS ou ivermectina e infectados na recuperação de bactérias viáveis no pulmão, fígado, baço e rim, análises histopatológicas e expressão de citocinas no pulmão ou secreção de citocinas pró ou anti-inflamatórias de esplenócitos cultivados de animais infectados e reestimulados com P. aeruginosa. Foi observado uma extensão nos danos hepáticos e aumento na expressão de citocinas pró e anti- inflamatórias em grupos tratados com ivermectina e desafiados com P. aeruginosa. É possível concluir que o uso contínuo de ivermectina não acarretou maior suscetibilidade ou resistência à P. aeruginosa, apesar do efeito desse fármaco sobre a microbiota intestinal dos animais tratados.
Abstract: The maintenance of gut microbiota is essential for a physiological, metabolic, immune balance and to influence the health-disease state. Some studies have suggested the use of ivermectin for Covid-19 treatment and even though it was later refuted by studies and rejected by drug control agencies around the world, its use remained and was encouraged by various segments of government and health. The objective of this work was to evaluate the influence of oral ivermectin use on the bacterial gut microbiota and what are the effects of this gut dysbiosis in Pseudomonas aeruginosa opportunistic pneumonia in mice. For this, C57BL/6 isogenic mice were treated for 7 consecutive days with PBS or ivermectin by gavage. There were no significant differences in the mice’s weight and the feed consumed during the experimental period. However, there was an increase in feces moisture and uneven consistency in the ivermectin- treated group. Through metagenomic analysis of the feces’ total DNA, it was observed a decrease in the phyla Bacteroidetes, Firmicutes, Proteobacteria, and Tenericutes and an increase in the phylum Verrucomicrobia in mice ivermectin treated, compared to the PBS group. Furthermore, the cecal content of ivermectin-treated mice showed to be more immunostimulatory in macrophages derived from murine bone marrow due to the increase in CD86 molecules labeling in the membrane of these cells when analyzed by immunofluorescence, in addition to the increase in IL-6 secretion and decrease in IL-10, quantified by ELISA. The cecal tissue organization of ivermectin-treated mice was altered, in addition to the ivermectin treatment induced liver tissue damage and increased the expression of pro and anti-inflammatory cytokines in the liver. When mice were infected with P. aeruginosa, there was no increased susceptibility to infection in gut-dysbiotic mice, showing similarity between the PBS-treated and ivermectin-treated groups and infected in the viable recovery bacteria in the lung, liver, spleen, and kidney, histopathological analysis and expression of cytokines in the lung or secretion of pro- or anti-inflammatory cytokines from cultivated splenocytes from animals infected and restimulated with P. aeruginosa. Therefore, an extension in liver damage and up-regulation in the expression of pro-and anti-inflammatory cytokines were observed treated with ivermectin-treated and infected with P. aeruginosa group. It is possible to conclude that the ivermectin’s continuous usage did not lead to a greater susceptibility or resistance to P. aeruginosa, despite the effect of this drug on the gut microbiota of mice-treated.
Palavras-chave: Gut dysbiosis
Ivermectin
Lung infection
Pseudomonas aeruginosa.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS BIOLOGICAS
Idioma: eng
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Alfenas
Sigla da instituição: UNIFAL-MG
Departamento: Instituto de Ciências da Natureza
Programa: Programa de Pós-graduação em Ciências Biológicas
Citação: BELO, Thiago Caetano Andrade. Ivermectin-induced bacterial gut dysbiosis does not increase susceptibility to Pseudomonas aeruginosa lung infection. 2022. 55 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Alfenas, Alfenas, MG, 2022.
Tipo de acesso: Acesso Embargado
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: https://bdtd.unifal-mg.edu.br:8443/handle/tede/2024
Data de defesa: 3-Jun-2022
Aparece nas coleções:Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de Thiago Caetano Andrade Belo.pdf1,89 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar    Solictar uma cópia


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons